quarta-feira, 26 de setembro de 2007

FRACASSO?


Olá a todos! Desculpem a demora em postar mas, toda vez que inicia uma nova turma Thinspo, o tempo fica quase todo dedicado exclusivamente às Thinspo Girls.
.
O texto de hoje é uma contribuição da Thinspo Garbagee e é muito propício a este momento de início de trabalhos. Pra você que tá aí com a "boca escancarada esperando a morte chegar", que tal se levantar daí e tentar de novo fazer aquilo que você sempre quis fazer. Seja lá o que for!
.
E lembrem-se: "preferir a derrota prévia à dúvida da vitória é desperdiçar a oportunidade de merecer" vencer.
.
“Fracasso não será fracasso, se dele tirarmos uma lição.”Dr. Ronald Niednagel

Para ter êxito em se tornar a pessoa que deseja ser, elimine de uma vez por todas o problema persistente chamado MEDO DO FRACASSO.
.
Todos, em uma ou outra ocasião, se sentiram um completo fracasso. Muitos deixaram que esse medo os destruísse. Na verdade, o medo é muito mais destrutivo do que o fracasso, e em todas as áreas da vida, esse medo pode derrotá-lo antes que você comece.
.
Você pode imaginar soluções, pode ter idéias criativas, mas até que elimine o temor do fracasso, seu projeto jamais entrará no campo das realizações. Suas metas transformar-se-ão em pântanos, onde suas melhores idéias se afundarão. Ao invés de o animar, sufocá-lo-ão.
.
O que é que nos faz ter medo do fracasso? É a preocupação com o que os outros possam pensar. “O que é que eles vão dizer?”, pensamos, como se fracassar fosse o maior dos escândalos. Supomos que, por que cometemos um ou vários erros, somos uns fracassados e, portanto, estamos condenados para todo o sempre. Que suposição mais ridícula!
.
Quantas pessoas vencem em todos os aspectos da vida? Nenhuma. As pessoas mais bem-sucedidas são as que aprendem com seus erros e transformam os fracassos em oportunidades. Todas as descobertas científicas, todas as iniciativas nos negócios e todos os casamentos felizes resultaram de uma série de fracassos. Ninguém tem sucesso sem eles.
.
O fracasso significa que você fez um esforço. Isso é bom. O fracasso lhe dá a oportunidade de aprender uma maneira melhor de agir na ocasião seguinte. Isso é positivo. O fracasso lhe ensina alguma coisa e lhe aumenta a experiência. Isso é muito útil.
.
O fracasso é um fato, nunca uma pessoa; uma atitude, não um resultado; uma inconveniência temporária; um meio para se alcançar alguma coisa. Nossa reação determina até que ponto ele pode ser útil. Podemos eliminar o fracasso da nossa vida, dando outra definição ao seu significado.
.
Fracasso não significa que você é um fracassado... Significa que você ainda não teve êxito.
.
Fracasso não significa que você tem sido tolo... Significa que você teve muito otimismo.
.
Fracasso não significa que você foi desacreditado... Significa que estava disposto a tentar.
.
Fracasso não significa que você tem falta de capacidade... Significa que você deve fazer algo de modo diferente.
.
Fracasso não significa que você é inferior... Significa que você não é perfeito.
.
Fracasso não significa que você desperdiçou sua vida... Significa que você tem motivos para começar de novo.
.
Fracasso não significa que você deve desistir... Significa que deve lutar com maior afinco.
.
Fracasso não significa que você jamais alcançará sua meta... Significa que vai levar um pouco mais de tempo.
.
Fracasso não significa que Deus o abandonou... Significa que Deus tem uma idéia melhor!
.
Anule o medo do fracasso e prossiga!
___________________________________________________
.
E como diria o Velho Raul Seixas:
.
" Tente! E não diga que a vitória esta perdida. Se é de batalhas que se vive a vida. Tente outra vez"!
.
"Sucesso é uma questão de não desistir, e fracasso é uma questão de desistir cedo demais.” Walter Burke
.
E lembrem-se: "A Thinspo que teme perder já está vencida".
"Conhecer-se é dominar-se, dominar-se é triunfar".

domingo, 16 de setembro de 2007

Eu vejo asas...



Já me perguntaram, mais de uma vez, sobre o porquê do trabalho como o do Thinspoaction...

Qual o objetivo de fazer esse trabalho? Me perguntam... Já levantaram suspeitas de todos os tipos...

Já tentei responder de forma mais objetiva a essas perguntas mas, hoje, ao sentar aqui para escrever este post decidi deixar fluir o sentimento...

Estamos quase beirando a 1000 acessos em pouco mais de 01 mês de trabalho! Isso é muito bom mas, ao mesmo tempo, traz muita responsabilidade...

Mas, afinal, porque estamos aqui?

Já estive em vários blogs pró-ana e pró-mia e vou resumir um pouco do que eu encontrei:


"A ana ocupou um espaço em minha vida, com dores e tristezas...
Demorou um pouco, mas aprendi, que nao vale a pena, tanto sofrimento, por tao pouco. Meu cabelo cai mto, eu tenho mtas tonturas, e nao sou feliz... realmente de que adianta ser magra e careca?

Espero que um dia kda uma de vcs perceba... o quao eh insuportavel a convivencia com a Ana.. e o quanto ela nos domina..." (addicted Ana)


"talvez eu seja só mais uma menina q se perdeu e não sabe mais como voltar, talvez eu seja eu e só, talvez quando eu me descobrir seja tarde demais." (Ana my obsession)


" Não estou bem. Não estou. Estou cansada. Nem preciso fazer esforço pra nao comer. A tristeza não deixa.
Cansei de chorar feridas que não se fecham... Não se curam.
Me sinto tão sozinha. Tudo me parece falso. E dói tanto.
quero ser pelo menos uma vez...protagonista da porra do filme
que é a minha vida. Porque até agora eu só tenho sido figurante.
A minha vida tem VIVIDO sem mim. Pra mim chega! (Aninha)


Não sei... Fico pensando...

Se vivêssemos num mundo mais humano, essas dores deveriam doer em todos...

Se vivêssemos num mundo menos egoista, as pessoas se importariam com esse sofrimento...

Se vivêssemos num mundo onde o sentimento predominasse sobre a razão, as pessoas fariam alguma coisa para ajudar quem sofre...

Se vivêssemos num mundo onde as pessoas compartilhassem seus dons, não haveria tanta solidão e sofrimento...

Essas dores que vocês sentem já seriam motivos suficientes para a existência do Thinspoaction.

Mas existe ainda um outro motivo; é que, quando eu vejo cada uma de vocês, quando me permito ser atravessada por todas essas dores, eu consigo ver algo além do sofrimento.

E o que eu vejo?

Eu vejo "ASAS"!
Asas? Sim!

Pra mim, essa imagem diz tudo... Isso é realmente o que eu vejo quando eu olho pra cada uma de vocês: anjos! Anjos que ainda não se descobriram! Anjos que esperam apenas uma "força" para começar a voar. Essa é a radiografia de cada uma de vocês!

Esse é o objetivo do Thinspoaction dar essa "força" que vocês precisam para voar! E voar não significa apenas ser leve, vai muito mais além! Significa também se libertar das correntes que impedem esse vôo!

Pra terminar, vou compartilhar um texto do Mestre Indiano Osho que ajuda a explicar o motivo de existência do Thinspoaction:

"Quando reconhecemos a fonte comum de nossa humanidade, as origens comuns dos nossos sonhos e anseios, das nossas esperanças e dos nossos medos, tornamo-nos capazes de perceber que estamos todos juntos no grande milagre da existência. Quando conseguimos somar nossa enorme riqueza interior para criar um tesouro de amor e sabedoria que esteja ao alcance de todos, ficamos todos interligados no mecanismo único da criação..."
.
Na próxima semana, iniciaremos uma nova turma de Thinspo Girls ou, quem sabe, Thinspo Angels...
.
Este Post é dedicado às Thinspo "Angels" Miss Aninhas e Mariah por, cada uma à sua forma, estarem conseguindo abrir suas asas e voar...
.
Por favor, quem fizer o milésimo acesso me fala quem é deixando um coment ok?


Esse texto vai ser escrito e reescrito durante alguns dias...

segunda-feira, 10 de setembro de 2007

(quase...)
.
Hoje vou compartilhar com vocês o texto integral do Veríssimo citado no artigo anterior...

"Ainda pior que a convicção do não é a incerteza do talvez, é a desilusão de um quase.
É o quase que me incomoda, que me entristece, que me mata trazendo tudo que poderia ter sido e não foi.
Quem quase ganhou ainda joga, quem quase passou ainda estuda, quem quase morreu está vivo, quem quase amou não amou.
Basta pensar nas oportunidades que escaparam pelos dedos, nas chances que se perdem por medo, nas idéias que nunca sairão do papel por essa maldita mania de viver no outono.
Pergunto-me, às vezes, o que nos leva a escolher uma vida morna; ou melhor não me pergunto, contesto.
A resposta eu sei de cor, está estampada na distância e frieza dos sorrisos, na frouxidão dos abraços, na indiferença dos "Bom dia", quase que sussurrados.
Sobra covardia e falta coragem até pra ser feliz.
A paixão queima, o amor enlouquece, o desejo trai.
Talvez esses fossem bons motivos para decidir entre a alegria e a dor, sentir e o nada, mas não são.
Se a virtude estivesse mesmo no meio termo, o mar não teria ondas, os dias seriam nublados e o arco-íris em tons de cinza.
O nada não ilumina, não inspira, não aflige nem acalma, apenas amplia o vazio que cada um traz dentro de si.
Não é que fé mova montanhas, nem que todas as estrelas estejam ao alcance, para as coisas que não podem ser mudadas resta-nos somente paciência porém, preferir a derrota prévia à dúvida da vitória é desperdiçar a oportunidade de merecer.
Pros erros há perdão; pros fracassos, chance; pros amores impossíveis, tempo.
De nada adianta cercar um coração vazio ou economizar alma.Um romance cujo fim é instantâneo ou indolor não é romance.
Não deixe que a saudade sufoque, que a rotina acomode, que o medo o impeça de tentar.
Desconfie do destino e acredite em você.
Gaste mais horas realizando que sonhando, fazendo que planejando, vivendo que esperando porque, embora quem quase morre esteja vivo, quem quase vive já morreu. "(Luiz Fernando Verissimo)
.
Este texto é dedicado à Menina com Medo de Tudo...

quinta-feira, 6 de setembro de 2007

No meio do caminho tinha uma pedra... (III)



.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

.
.
.
.
.


No meio do caminho tinha uma pedra
tinha uma pedra no meio do caminho
tinha uma pedra
no meio do caminho tinha uma pedra.
Nunca me esquecerei desse acontecimento

na vida de minhas retinas tão fatigadas.
Nunca me esquecerei que no meio do caminho
tinha uma pedra
tinha uma pedra no meio do caminho
no meio do caminho tinha uma pedra.
.

Que pedras você encontrou no seu caminho e que ainda hoje as carrega pelo simples fato de não saber o que fazer com elas?
.
Que peso é esse sobre o seu corpo que causa tanto sofrimento e que você só sabe gritar através da anorexia/bulimia?
.
Esta semana recebi um e-mail que dizia:

"Não sei ao certo o que fazer só sei que preciso de ajuda, na verdade não sei se quero parar com tudo isso que já faz parte da minha vida há tanto tempo"...

Em algum lugar do tempo, é possível que essa pessoa tenha se esbarrado com a sua "pedra", a sua Kryptonita particular"...

Não sabendo o que fazer com ela, passou a levá-la para todos os lugares onde ia, mesmo sabendo que, de alguma forma se sentia enfraquecida com ela... Mas está de tal forma acostumada com o peso que não sabe se quer parar de carregá-lo. Está tão acostumada que chega até a admirar-se da sua "força" em carregá-la.

Às vezes essa "pedra" é carregada quando alguém decide tomar para si os sofrimentos da família inteira, ela assume esse peso no lugar de alguém amado ou odiado; outras vezes, a pedra assume o significado simbólico de uma culpa que a pessoa carrega; a "pedra" pode ser também uma tentativa de controlar o mundo através de um elemento externo já que o mundo interno está tão devastado que acredita-se não haver possibilidade de controle.

No seu caso, que significado tem essa "pedra" pra você? Qual é a sua kryptonita particular?

Todos os que passam por Transtornos Alimentares como Ana e Mia, já passaram anteriormente por sofrimentos inimagináveis: abusos físicos, emocionais, abandonos, perdas. Porém, mesmo com tudo isso, cada uma dessas pessoas, pelo menos em um momento na vida, teve a chance de largar essa "pedra" e não o fez. E isso se torna uma oportunidade não aproveitada de mudar todo o curso dessa vida tão sofrida já que o grande problema não é o tempo perdido, não são as cabeçadas dadas, não são os erros do passado. A questão principal é: o que fazer com que o passado fez com você?

Se pelo menos essas pessoas pudessem perceber que o grande crime que o ser humano pratica é aquele que é feito contra si mesmo, contra a sua alma, quando não se faz uso de todo o seu potencial de vida.

Se pelos menos fôssemos mais corajosos, se pelo menos temêssemos menos a possibilidade de ser o que somos, com todos os nossos erros e acertos, certamente, não precisaríamos de tantas interdições auto-impostas, principalmente as provenientes da anorexia/bulimia.

Tá, mas aí você pode pensar consigo mesmo: "Eu consigo ver tudo isso, e agora?" O que fazer?

Então é preciso entender que, toda e qualquer intervenção nessas dores internas simbolizadas por essa "pedra" que você carrega passa, necessariamente, por uma intervenção na forma como você lida com a comida. Ela é o meio através do qual podemos acessar essas dores. Ela é a porta de entrada e também a porta de saída de tudo isso.

Se você entende que Ana e Mia são formas paliativas de lidar com essa dor e representam o Curto Caminho Longo que não leva a lugar nenhum, então, procure o Thinspoaction.

Através do Longo Caminho Curto, faremos a difícil travessia desse rio cheio de pedras no qual você tem caminhado por tanto tempo.


Pra terminar este post, pelo menos por hora, gostaria de compartilhar com vocês um texto do Veríssimo:

Para os erros há perdão, para os fracassos chance, para os amores impossíveis tempo. De nada adianta cercar um coração vazio ou economizar alma. Um romance cujo o fim é instantâneo ou indolor não é romance. Não deixe que a saudade sufoque, que a rotina acomode, que o medo impeça de tentar. Desconfie do destino e acredite em você, gaste mais horas realizando que sonhando... fazendo que planejando... vivendo que esperando. Porque embora quem quase morreu ainda vive, quem quase vive já morreu.


O texto de hoje vai ser construído ao longo do dia...

domingo, 2 de setembro de 2007

UMA ORAÇÃO...


Recuse-se a cair
Se não puder se recusar a cair,
recuse-se a ficar no chão
Se não puder se recusar a ficar no chão,
eleve o coração aos céus
e, como um mendigo faminto,
peça que o encham,
e ele será cheio.
Podem empurrá-la para baixo.
Podem impedi-la de se levantar.
Mas ninguém pode impedi-la
de elevar seu coração aos céus,
só você...
É no meio da aflição
que tantas coisas ficam claras.
Quem disser que nada de bom resultou disso
ainda não está escutando... (C.P.Estés)
.
.
O post de hoje é dedicado à Thinspo Deinha que passa por um momento de aflição particular...
Nosso coração está com você menina!

sábado, 1 de setembro de 2007

PARA DIAS NUBLADOS...


Recebi um e-mail que dizia o seguinte:
.
"... tô passando por um período de dificuldade muito grande. Às vezes penso que nada vale a pena e que esses dias nublados são um convite para desistir de tudo..."
.
Vou compartilhar com vocês uma parte da resposta...
.
A situação parece estar bastante difícil, não é mesmo?
.
Mas eu gostaria que você olhasse para o período que você está passando: ele é mesmo de dificuldade ou é de transformação?
.
Os períodos de dificuldade são aqueles dos quais você não consegue extrair nenhum aprendizado e, quanto mais você resiste, mais você afunda. Os períodos de transformação são aqueles que, apesar de extremamente difíceis e penosos, te dão uma possibilidade única de mudar.

Deixe-me compartilhar com você uma metáfora bastante interessante entre os seres humanos e a pipoca. É, é isso mesmo... Que diria, milho para pipoca!
.
Veja, o milho para pipoca não é o que deve ser. Pois ele só se torna o que deveria após o estouro. Com a gente, em certas ocasiões, não é diferente: antes da transformação, muitas vezes somos duros feito o milho.

Nesse caso, a transformação só acontece pelo poder do fogo. Milho de pipoca que não passa pelo poder de fogo continua a ser milho, só milho.. Assim acontece conosco. Grandes transformações acontecem quando passamos pelo fogo.
.
O fogo acontece quando a vida os lança numa situação de dor nunca antes imaginada. Pode ser o fogo de fora: perder um amor, perder um amigo, perder a família, ficar doente, perder o emprego, ficar pobre. E pode ser o fogo de dentro: pânico, medo, ansiedade, depressão, anorexia, bulimia e outros sofrimentos cujas causas vocês ignoram.

Quando a vida o coloca numa situação assim, você tem duas alternativas: tentar apagar o fogo ou passar por ele. Quando se está fechado numa panela de problemas, que vai ficando cada vez mais quente, é difícil pensar numa outra alternativa a não ser desistir de tudo.
.
A pipoca, dentro de sua casca dura, fechada em si mesma, não pode imaginar um destino diferente. Não pode imaginar que uma transformação está sendo preparada. E, quando menos se espera, pelo poder do fogo a grande transformação acontece e ela se transforma em uma outra coisa completamente diferente do que havia imaginado e que ela mesma nunca havia sonhado.

Veja, não perca a esperança não, espere um pouco, observe o que o aguarda, depois de passar pelo fogo. Mas não fique parado: tente, levante, recomece,
tente outra vez!

E lembre-se de que os dias nublados são transitórios, mas o sol que está por trás deles é permanente. Então, não se desespere, porque isso também passará.
.
Pode contar com a ajuda do Thinspo, com a minha mão estendida e o meu coração aberto...