terça-feira, 20 de julho de 2010

Feliz Dia do Amigo!


Apesar da ausência minha e sua...
Trago você em meu coração...
Não esqueço de nada que vivi...
Quando fecho os olhos lembro de cada sorriso, cada olhar, cada lágrima...
Sinto saudade!
Feliz Dia do Amigo!
Beijos

sábado, 15 de maio de 2010

Eu também quero...


“Quero um Deus que não saiba rezar, que morda a língua e envergonhe a família. Um Deus que não saiba ensinar e que não se preocupe em aprender.
Quero um Deus fantasiado de colombina, que traduza em sons toda a melancolia de viver.
Quero um Deus que morra antes de eu nascer, que é para eu não lembrar nem ter saudades dele.
Quero um Deus meu, que saiba fazer pizza e caipirinha.
Quero um Deus que precise tragar fumaça para se convencer que o mundo é uma tragédia, que se coloque num altar e, embriagado, diga que a vida é linda e que meus pais me amam.
Quero um Deus sujo, que seja pedreiro e que não ganhe nada. Quero mandá-lo embora e depois esperá-lo até que ele volte.
Quero um Deus lindo e fotógrafo, que não use flash e que xingue o juiz de futebol. Quero chorar por achar esse Deus tão lindo.
Quero um Deus morto, que não dê trabalho, e que morra sem dizer um pio, que é para não atormentar.
Quero um Deus triste e que tenha medo de avião.
Quero um Deus que me ouça dizer um palavrão e que ria, me chamando de criança.
Quero um Deus que cante desafinado e que não viva sem mim.
Quero um Deus que me dê chocolate aos sábados, e que goste de me ver de branco.
Quero um Deus gordo, que passe pasta de dente em queimadura.
Quero um Deus que saiba imitar gato e bem-te-vi. Que conte a história do boneco de pau que comeu a maçã envenenada.
Quero um Deus azul que limpe os óculos com a camisa, e que ande com os pés pra dentro, que é para eu rir.
Quero um Deus sozinho, que precise de mim e mande me chamar na escola. Que diga que vai morrer, só para me ver chorar.
Quero um Deus completamente pobre, que diga que é rico e que vai comprar a lua para mim.
Quero um Deus amigo dos ladrões e dos barbeiros, que saiba dirigir caminhão e que me ensine coisas da vida.
Quero um Deus mocinho, que é para eu ensiná-lo que o Papai Noel não mora no Pólo Norte, e sim na América do Sul.
Quero um dia de manhã ir acordar esse Deus com um pássaro ferido achado em nosso quintal, e ele me chamar de criança, fechar os olhos e dormir para sempre.”

Silmara Franco

terça-feira, 13 de abril de 2010

sábado, 20 de fevereiro de 2010

Valeu a pena!



"O mar escuro

Trará o medo

Lado a lado

Com os corais

Mais coloridos..." (O Rappa)

Vencer o medo pode trazer recompensas inimagináveis...

Por isso sempre vale a pena tentar vencer o medo...

o medo de amar...

o medo de sofrer...

o medo de perder...

o medo de sentir...

o medo de ser...

Ao final de tudo, é muito bom olhar pra trás e poder dizer: valeu a pena!

Valeu a pena!

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

ANOREXIA

"Ele mantém a cabeça ocupada, como se assim evitasse a doença do amor. Para não pensar no que já lhe tomou todo o corpo. E assim se divide em dois. Dois ou mais. Nunca está inteiro. Nunca está. Como se já se tivesse ido também. Mas há uma dor em suportar sua própria ausência. O que lhe parecia remédio agora dói. E não cura". (Cris Guerra)